segunda-feira, 31 de março de 2014


O PÃO DE CADA DIA
Pai como e difícil expulsar do coração o sentimento de revolta
Quando enxergamos que a nossa porta bate o infortúnio
Que a poluição e a fome por todo lado se arrasta
e que  aceitar que tu es  nosso salvador pra muitos continua sendo um desafio.
 
Como é difícil para alguns pregadores no púlpito  respeitar o seu  limite
a exemplo do mar que recua quando chega a praia
das formigas que carregam apenas o que sua força permite
e dos  pássaros que nunca ultrapassa o limite da convergência.
 
Daí Soberano pai sabedoria para pensarmos diferente
Acende em nossa alma a chama da sabedoria
Retire do nosso meio a nódoa da violência.
 
Não permita Pai que teus filhos caiam em tantas tentações
Não nos deixe esquecer teu santo nome de honrar
E nos ensine que antes de corrigir, primeiro temos que perdoar.
 
 
 
 
Autoria de Joana d’Arc M. A. Mata – JD 029 – SP 30-03-14

QUANDO ORAMOS