terça-feira, 4 de outubro de 2016



LIBERDADE
Liberdade...Sonho ou utopia?
Quem sabe seja dar asas à imaginação
Rasgar sentimentos e encaixar na poesia
Ou o ideal que justifica a ação
Liberdade é buscar no impossível o ideal
União do palpável com a esperança
É viajar na aurora boreal
É ao mesmo tempo ser rei,amante e criança
É conquistar um espaço fora da regra
Rasgar a escuridão com mãos de aço
Premer a felicidade na íntegra
Dançar fora do compasso
É o bem maior que alguém pode conquistar
É confundir ser marginal,autentico,original
É o mover de todo caminhar
Na verdade o ponto inicial e final.
JD 18 - SP 16/09/2016
DEUS x DIABO
Enquanto Deus une é aproxima
A criatura do Criador
Tem o Diabo a cada esquina
Espalhando discórdia e horror
Deus é pureza e bondade
Isto todo cristão sabe e afirma
Mas o Diabo também tem qualidades
E sabe ser solícito e gentil quando se aproxima
O diabo sempre conquista com mansidão
Finge bondade e por vez usa o nome de Jesus
Mas aos poucos semeia o ódio no coração
E sem piedade ao inferno sua vida conduz
Enquanto Deus pregar solidariedade e amor
Vem o Diabo de uma forma sutil e atraente
Confundir fé com religião e tristeza com rancor
Moldando um homem frio e incoerente
Portanto deixo aqui uma sugestão
Não se deixe levar pela aparências
Seguir a Deus não é fácil exige determinação
Despreendimento,amor e obediência.
JD 017 - SP 15/09/2016
AO ENTARDECER

Tapetes de flores e sementes se espalham
Enquanto o mestre à paisagem refaz
De forma perfeita e eficaz

A tarde foge no horizonte infinito
O frescor da manhã a muito partiu
E o céu de violeta se vestiu

O mar aos poucos rende-se a calmaria
Diante da paisagem que se forma
Enquanto os pássaros voam em romaria.

E na sombra do jasmim-manga a moça sonha
Um sonho sem dor e sem pudor
Desenhando uma história de amor

E fadigado de embalar sonhos em vão
O sonho do trabalhador sofrido
É receber a paga do trabalho merecido

Já bem distante indiferente a tudo
Com o frescor da juventude o moço espera
Que a noite chegue para soltar sua fera

Enquanto isto a tarde aos poucos rende-se a noite
Como um guerreiro sem espada
Ciente que logo será vencido pela madrugada.

JD 016 - SP 12/09/2016
A FUGA

Talvez seja ousado da minha parte no mês dedicado a campanha de conscientização sobre a prevenção do suicida emitir minha opinião nua de embasamento cientifico coisa que até onde sei só é permitido aos psiquiatras, psicólogos e religiosos mas na verdade na minha humilde opinião não consigo entender que um suicida tenha a intenção de dar cabo a vida. Acredito sim que a dor que ele está carregando e tamanha que o leva a perder a noção do perigo adentrando a busca do fugir da dor e encontrar um novo caminha de amor,compreensão e entendimento.

Não, eu não quero partir, quero esquecer
Dormir, não sonhar, viajar pela eternidade
Dar uma trégua ao sorriso,me conhecer
Preciso de paz,necessito de mais amor

Quero fugir do mundo e caminhar sozinha
Me desfazer desta alucinante dor
Da minha angústia doentia ninguém advinha
Preciso encontrar a compreensão e muito amor

Careço desabafar mas não sei o jeito
Quero a taça do silêncio escondida no sem fim
Pra envenenar está solidão que rasga meu peito
Enfim este caminho que percorro quero dar fim.

JD 015 - SP 10/09/2016
DESPEDIDA

Te conheci e neste dia
Percebi que es luz de plácido clarão
Despertava do sertão a pura poesia
Que transbordava em seu coração.

Sorriso meigo, jeito de menina
Braços abertos disposta a todos acolher
Grande mulher corajosa e pequenina
Hoje os anjos em festa estão a te receber

A morte é assim imprevisível
E deixa em nosso coração grande tristeza
Mas no semblante dos que parte é calma e pureza

Chegou a tua vez, Deus te aguarda
E assim partistes serena e sem sofrimento
Pois em vida fostes íntegra e pura de sentimento.

JD 014 SP 27-07-2016
Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog