quinta-feira, 6 de abril de 2017



FASCINAÇÃO
Se estou com você
O verde das Palmeiras tem mais brilho
O céu é mais azul ao alvorecer
E os pássaros cantam o amor em estribilho
Sou Eos, Aurora, sou alvorada a se encontrar
Com a madrugada envolta em seus mistérios
Arco-iris abraçando o céu e o mar
Sou dá paixão e do amor o elo
Sinto-me imutável como Héstia
Roubo de Hera a felicidade
Sou as Graças, Carites sou fertilidade
Sentindo em minhas mãos as tuas a me afagar
E o sopro do vento em meus lábios a beijar
Sou chama,fogo, sou o amor a incendiar.
Joana D.M.A.Mata 101 - São Paulo SP Brasil 06-04-17


CARTA DE AMOR
Quero te dizer: Sempre irei te amar
Mesmo que a terra pare de girar
Que as cores fujam das águas do mar
Meu amor por te, nunca irar findar
Mesmo que o sol parta nos condenando a negritude
Que no céu as estrelas não voltem a acender
Que os deuses roubem de ti este fulgor de juventude
Nunca vou deixar de te querer
Te amo de forma tão intensa
Que este amor sobreviverá ao tempo
E vencerá qualquer contratempo
E mesmo quando nesta vida não mais estivermos
Em versos meu amor será cantado até o grande dia
Quando se cumprirá do soberano mestre a profecia
Joana D.M.A.Mata 100 São Paulo-Brasil 05-04-2017

terça-feira, 4 de abril de 2017

VIDA
E a vida, o que vem a ser?
pra felicidade,partida
ou a cada instante 
eterno padecer
Por que o medo de ser feliz
se nada é eterno
Se penso, algo me diz
A vida é despautério
Somos simplesmente aprendiz
as mais belas viagens centram-se na ilusão
de cada amor fica no peito a cicatriz
pedaços de ternura pincelados de decepção.
Portanto,
Vamos viver e seguir a direção do vento
aproveitar da vida todo encanto
sorrir,amar e se preciso deixar cair o pranto.
Joana D.M.A.Mata 099 - São Paulo SP Brasil 04-04-17
REALIDADE
Vida viagem
Eterna ilusão
Voragem
Paixão
Caminhos,ousadia
E o amor traz
Horas de nostalgia
Outras de paz
A meta A ETERNIDADE
Na terra o rastro
Depois saudade
Resumo dá vida
Nascimento
Partida.
Joana D.M.A.Mata 098 São Paulo/Brasil 04-04-17
Gosto
CONVITE
Vem
Já tô partindo
Tô sem ninguém
Mas tô indo
A estrada
É longa
Complicada
Mas vou sem delongas
Caminho
Levando certeza
Não sou adivinho
E nem levo tristeza
Mas vou ser feliz
Porque na verdade
Não sou eu que diz
Que a felicidade
Só é certa e forte
Quando se dá o casamento
Do amor com a sorte
E o discernimento.
Joana D.M.A.Mata 97 SPaulo Brasil 03/04/2017
Gosto
Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog